segunda-feira, 26 de abril de 2010

1ª Brassagem do Ano (Ufa!!!)

Cá estamos nós, de volta as brassagens!!!



Com os restos mortais de algumas brassagens do brother Luizão (da cerveja Grohmann, mas também McDuff de coração) acabou surgindo uma combinação de maltes candidata a ESB, que pode servir de esqueleto pra cerveja que usaremos no Concurso Paulista de Cerveja Caseira. Com certeza faremos ajustes pra arredondar o resultado, pois vamos mudar algumas coisas (quase tudo) mas já dá pra brincar!!!



Aí vai a danada:

Maltes: Pilsen e Cristal torrado em casa
Adjuntos: Aveia
Lúpulos: Hallertau pra amargor e aromático
Fermento: S-04

Logo posto a receita completa (assim que eu lembrar da receita completa), e logo começaremos a trabalhar na receita da ESB do concurso.

Ein Prosit!!!

Já era hora!!!

Depois de um bom tempo hibernando, cá estamos de volta!



Após as festanças de fim de ano (sim, as festanças de fim de ano só acabam depois da páscoa pra mim) , já era hora pra voltarmos a falar de boa cerveja.

Pra começar, num desses desencontros da vida tive a chance de matar a saudade das cervejas da Colorado e da Bamberg num lugar inusitado: O novo Mercadão do Campolim em Sorocaba.

Por coincidência na praça de alimentação estão disponíveis não só Colorados e Bambergs, como também outras marcas como Erginder, Dos Equis, Xingu, Heineken, Corona, etc. Espero que expandam muito mais a carta de cervejas, explorando mais a escola inglesa, alemã (e se tiver um tempinho até a belga hehehehe). Grata surpresa, apreciada com grandes amigos!!!







Tudo indica que as cervejas especiais estão ganhando mais espaço em Sorocaba, e eu (e a galera que gosta) só tem a ganhar com isso.

Grande Abraço!!!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Encontro Aberto da Acerva Paulista em Sorocaba - 14/11...::



Olá pessoal!
Nesse sábado, dia 14/11, deu-se em Sorocaba o Encontro Aberto da Acerva Paulista.
Estiveram presentes vários amigos cervejeiros do estado, e todos eles trouxeram suas cervejas para o encontro.



Também foi o dia do lançamento da Greta, cerveja feita especialmente para o encontro, por nós da McDuff e nossos amigos campineiros da Lamas Bier.



A Greta foi muito elogiada pelos presentes, inclusive pelos clientes do Botequim da Francisca que tiveram a oportunidade de provar dessa cerveja. Resultado: nenhuma cerveja sobrou no final do encontro. rsrsr...
Uma ótima cerveja também presente no encontro foi a Strong Ale do Guilherme (DeSanti, lá de Campionas também). Muito boa mesmo, lembrando um pouco a clássica Strong Ale da Eisenbahn.



Não posso deixar de destacar aqui a Hefe-Weizen do pessoal da Barba Bier! Realmente muito boa e, o lúpulo usado em doses mais sobressalentes, acabou dando um charme especial para essa cerveja. Pessoal do Barba Bier, vcs realmente estão de parabéns! Preciso tomar mais dessa breja...!!!



Houveram outras várias cervejas presentes como a IPA do Luizão, a Pale Ale do Alex, a Strong Ale do Bruno, e tantas outras que não vou me recordar pois estava eufórico na distribuição das cervejas e na divulgação da Acerva, rsrsrs..!

Quero deixar aqui meu agradecimento a todos os presentes, pois vocês mais uma vez abrilhantaram um encontro da Acerva! Todos vocês são peças muito importantes para o crescimento da cultura cervejeira em todo o estado! Um grande abraço para o Ezy e o Neto do Botequim da Francisca pelo espaço cedido! Valeu mesmo pessoal!

Grande abraço a todos!

Links para mais infos..:::

Lamas Bier
Acerva Paulista
Brejas - Ranking Nacional de Cervejas
Botequim da Francisca

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Missa Cervejeira em Sorocaba - 10/11



Olá amigos.

Toda 2ª e 4ª terça-feira de cada mês está instituida a Missa Cervejeira em Sorocaba.
Ontem foi realizada mais uma. Local? Botequim da Francisca, aqui mesmo em Sorocaba.
Estiveram por lá o pessoal do Jornal Bom Dia. Sairam do trabalho e foram direto para o Botequim.
Quem quiser participar dessas missas está mais que convidado! Elas começam às 21h00 e vai até a hora que o último sair da mesa!





Ontem rolaram as seguintes cervejas::

Belgoo Magus - Bélgica;
Trippel Karmeliet - Bélgica;
Trois Pistoles - Canadá;
Christoffel Bok - Holanda;
Justus Hefe-Weizen-Hell - Alemanha;
Bamberg Weiss (com rodelas de laranja) - Brasil.


Também as seguintes iguarias..::

Salsichas em conserva;
Tremoço (monster);
Fritas com Bacon;
Provolone Empanado;
Snacks de Bacon.


Nem a falta de energia causada pelo apagão tirou o ânimo da galerinha que aproveitou para improvisar um pouco... rsrsr







Esperamos vocês por lá!
Grande abraço!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Encontro Aberto da Acerva Paulista em Sorocaba



Está chegando!

Dia 14/11/09 a Acerva Paulista estará em Sorocaba para o Encontro Aberto, que é realizado em várias cidades do estado de São Paulo durante todo o ano.
Se você quer aprender um pouquinho sobre produção de cerveja artesanal, como começar, e outras dúvidas, você deve comparecer no Botequim da Francisca (endereço e horário no cartaz), pois toda a galera estará por lá.



Vale lembrar que além das excelentes cervejas que o Botequim da Fracisca dispõe em seu cardápio, estaremos levando uma cerveja especialmente elaborada para o encontro. Quem sabe você não é um sortudo e acaba provando um teco da McDuff Lamas Greta?

Grande abraço a todos e até dia 14/11!!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Encontro de Sócios da Acerva Paulista em Cotia :::...



Olá pessoal!

Nesse último sábado (dia 24/10), deu-se em Cotia, o encontro de sócios da Acerva Paulista. Como de costume encontramos muitas pessoas que só conheciamos pela lista de e-mail e pelas conversas pelo Skype, assim como uma boa variedade de cervejas artesanais e ótimas prosas.



Uma foto do que podemos entender como "pedaço do paraíso na terra", eheheh...!



Contamos com a ilustre presença do Alexandre Bazzo e da Janaína, que vieram especialmente da Cervejaria Bamberg para nos fazer uma visitinha. Ficamos muito felizes pela presença de ambos, pois abrilhantou mais ainda nosso encontro. O Alexandre provou algumas das cervejas artesanais presentes, deu algumas dicas para o pessoal e deu sua opinião, o que acaba sendo muito importante para todos nós, pois ajuda muito no desenvolvimento das nossas receitas. Valeu Alexandre e Janaína!



Tivemos também o prazer de assistir a entrega dos prêmios ganhos no Campeonato Nacional das Acervas, realizado esse ano no Rio de Janeiro, para o Eduardo Manetta, que levou o segundo lugar na categoria Tradicional Bock. Pude provar ela no encontro e realmente estava muito boa!!! Parabéns Edu..!



Não posso deixar de destacar aqui a análise sensorial. Foi muito bom ter passado por essa experiência, pois muitos dos aromas e sabores alí presentes, já pude constatar em algumas cervejas, mas não sabia definir exatamente o que era. Destaque para o Butílico, com seu cheirinho e sabor de "Vômito de Criança"... rsrsrs



Cito aqui algumas cervejas do encontro:

Bamberg Pilsen Natural - Gentilmente cedida pelo Alexandre;
Bamberg München;
Bamberg Rauch Bier;
Revolution 32 - Stout dos Lamas;
Bock do Edu Manetta - A mesma que levou o segundo lugar no Nacional;
Magnus Prime - IPA;
Magnus Prime - Weiss;
Magnus Prime - Red Ale;
McDuff Brown Ale - Lindaaa, rsrsrs;
Bock do Renato - Forteeee;
Stout do Renato - Mandou bem;
Barley Wine do Alex - Chamada por ele mesmo de Infinity. Quanto tinha de álcool nela mesmo, 80%? ehehe... muito boa...;
Brown Ale do Daniel - Fácil drinkability;
Porter do Renato;
Witbier do Renato;
Trigo do Renato;
Witbier do Bruno;
Pale Ale do Bruno - Lupuladaaaa.

Haviam outras que não vou conseguir lembrar para citar aqui, mas o pessoal está realmente de parabéns, pois hoje vejo que os artesanais brasileiros atingiram um nível muito bacana em suas produções, mesmo tendo que trabalhar sempre no limite do equipamento. Isso faz com que nos sintamos heróis as vezes, rsrsr... Gostaria muito de agradecer também a todos que teceram elogios sobre a nossa McDuff Brown Ale. Ficamos muito felizes em ouvir tantos elogios a respeito dela, e isso fez com que ganhassemos o dia. Realmente esperamos que tenham gostado..!



Gostaria de agradecer a todos que estavam presentes no encontro, amigos velhos e amigos novos, pois todos foram muito excelentes e demonstraram grande habilidade nas receitas. Um abraço so Guilherme, David, Chicão, Alex, Phil, Magno, Manetta, Edwar, Elso, Renato, Renatinho, Bazzo, aos anfitriões da casa que nos receberam muito bem, às meninas que sempre tem muita paciência com os rapazes que sempre acabam tortos no fim da festa, e a todos que eu não citei aqui mas com certeza lebraremos para sempre!



Para fechar, uma foto que prova que nem os insetos mais malignos conseguem resistir a uma boa cerveja, ahauahua..!! Esse tava seco querendo uma Bock do Renato, ehehe!!

Grande abraçoa a todos!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

26ª Oktoberfest: Festa muito esperada.


Olá amigos!

Nesse último fim de semana, dias 09, 10, 11 e 12, nós da Cerveja McDuff, juntamente com muitos outros amigos, estivemos presentes em Blumenau/SC para conferir de perto a 26ª Oktoberfest.
Segundo os telejornais da região, a festa contou com 160 Mil pessoas no sábado e 140 Mil no domingo. Acho que isso explica a fila de apenas 4 horas que tivemos que encarar para poder entrar na festa. Quando chegamos haviam poucos caixas para dar conta de toda a multidão. Cerca de 10 Mil pessoas ficaram para fora da festa no sábado, também segundo umas das emissoras que transmitiam o evento.



Aproveitei que o fato de me perder do resto do pessoal e fui atrás das cervejas (é claro), tentando experimentar durante esse primeiro dia o máximo de estilos diferentes possíveis, principalmente porque muitas dessas marcas eu não havia tido a chance provar até então.



Estava meio dificil até de tomar as cervejas. Estava tão cheio que eu resolvi me instalar no Biergarten, e só sair de lá quando o caneco estivesse vazio. Mesmo assim, depois eu voltava para fugir da multidão enfurecida. Ah, cometi a heresia de não levar uma taça de vidro para fazer a degustação, mas como essa não era minha intenção no início, usei oq eu tinha em mãos mesmo, uma tradicional caneca de litro da Oktoberfest, rsrsrs.



Essa é minha breve análise das cervejas da festa:

WUNDER PILSNER

Aroma: Lúpulo, malte e biscoitos.
Sabor: Malte e lúpulo.
Aparência: Translúcida, dourado claro com ótimo colarinho, denso e duradouro.
Considerações: Na minha opinião o melhor chope pilsner de toda a festa. Muito refrescante e equilibrada, fazendo com que ela tenha um excelente drinkability e agrade os paladares mais diferenciados.

OPA PALE ALE

Aroma: Caramelo, malte, lúpulo, álcool e biscoitos.
Sabor: Malte, lúpulo e levemente adocicada, quase imperceptivel.
Aparencia: Translúcida, dourado escuro com colarinho de média duração.
Considerações: Uma boa cerveja, porém acredito que um pouco mais de lúpulo arredondaria essa receita. Bom drinkability. Uma boa representante das Pale Ale's nacionais.

EISENBAHN PILSNER

Aroma: Malte e lúpulo
Sabor: Malte e lúpulo (muito suave)
Aparência: Translúcida, dourado claro com colarinho de média duração e sem muita densidade.
Considerações: Acredito que a Eisenbahn tenha mexido muito nessa receita para a Oktoberfest. Uma cerveja sem novidades e beirando algumas marcas populares. A quase ausência do lúpulo no sabor e no aroma, fez com que ela caisse muito de qualidade. Espero que eles consertem isso.

BIERLAND BOCK

Aroma: Malte, frutado, caramelo e álcool
Sabor: Malte, álcool (sem suave), banana-passa, adocicado.
Aparência: Cor avermelhada característica das bocks tradicionais, espuma dourada escura de média duração.
Considerações: Uma grande surpresa! Em função do frutado e do caramelo serem bem presentes nesse chope, o aroma e o sabor era indiscutivelmente de banana-passa. Bom drinkability, porém o adocicado tornava essa cerveja enjoativa, se tomada em demasia. Mesmo assim tomei muitas canecas!

OPA WEIZENBIER

Aroma: Malte e frutado.
Sabor: Malte, lúpulo e levemente cítrico.
Aparência: Amarelo claro, turvo, espuma densa e duradoura.
Considerações: Uma boa weizenbier, porém o frutado, apesar de estar por alí, não era presente como deveria no aroma. Não havia traços de diacetil.

DAS BIER BRAUNES ALE

Aroma: Malte, caramelo e lúpulo.
Sabor: malte, álcool, lúpulo (discreto) e caramelo.
Aparência: Cor muito bonita tipo Leffe Brune, espuma clara e de média duração.
Considerações: Não gostei dessa cerveja. O pessoal do balcão não soube me informar que tipo de cerveja era (absurdo) porém, tudo leva a crer que era para ser uma Brown Ale. Se for esse o caso, não estava dentro do estilo mesmo. Não possuia notas adocicadas e nem torradas. Era suave, porém não deixaria um bom bebedor com gostinho de quero mais, apesar do bom drinkability. Foi unanime.

OPA PORTER

Aroma: Malte, Café, Caramelo e álcool.
Sabor: Malte, caramelo e café.
Aparêcia: Escura, turva e com espuma de baixa duração.
Considerações: Uma boa porter. Os McDuffs tomaram ela a noite inteira. Bom drinkability, com notas de torrado perfeitas. O retrogosto de café era muito bom. Para o meu gosto ela só deveria ser um pouco mais seca, mas o fato dela não tão seca, não comprometeu em nada a cerveja. Uma boa Porter brasileira.

Meu balanço sobre essas cervejas é que apesar de algumas estarem muitos boas, elas foram elaboradas exclusivamente para ter drinkability, pois não se notava muita complexidade nelas, nem nos aromas e nem nos sabores. Digamos que a Oktoberfest não seria um ótimo lugar para apreciadores de cervejas especiais. Porém, a festa estava linda, as Fridas elegantes e lindas, os homens com seu tradicional traje de Fritz também no mesmo porte. A comida estava uma delícia, havia muita alegria, nenhum sinal de problemas do tipo briga de bêbados etc. Realmente foi uma festa que deixará saudades e estou louco para que o mês de outubro volte logo, para que possamos contemplar mais uma vez a apoteose da alegria e da cerveja.

Grande abraço a todos.